NOTÍCIAS

Sindprev/BA realiza mais um Ato no INSS do Comércio

A Greve já perdura 50 dias

Aconteceu na manhã de hoje, 25 de agosto, em frente ao INSS do Comércio, mais um ato dos diretores do sindicato e servidores do INSS, para intensificar a greve dos Servidores Públicos Federais, que completa hoje 50 dias de paralisação.

Em alguns momentos o trânsito foi bloqueado para chamar atenção da população, com faixas, “apitaço” e muito protesto. Com faixas que exigiam o atendimento das reivindicações para que os servidores possam voltar ao trabalho, explicação de corte nos salários – uma vez que a greve se encontra na sua legalidade, e a luta dos servidores por dignidade com melhores condições de trabalho, foram apenas alguns dos pontos tratados na mobilização. No momento cartas aberta foram entregues à população para explicar o porquê da greve, solicitando compreensão e união nessa luta que inclui também o melhor para a sociedade.

Edivaldo Santa Rita, diretor da Secretaria de Organização, frisou que a greve vai continuar firme e forte até o Governo colocar por escrito as propostas. O diretor ainda pediu a compreensão da população “Os trabalhadores estão paralisados não apenas por aumento salarial, mas também por melhores condições de trabalho para o servidor e o cidadão, em busca de uma previdência madura, com serviço e atendimento de qualidade, pois estamos com uma agência sucateada”, reafirmou Santa Rita.

Walter Cândido, diretor da Secretaria de Organização, falou da atitude inaceitável do governo tentar intimidar os servidores descontando os dias de greve nos seus salários, violando o direito do trabalhador. “Os servidores estão em greve por melhores condições de trabalho e de atendimento à população, e a própria Justiça não julgou ilegal a greve da categoria”, disse ele. O diretor ainda pediu a compreensão das pessoas porque a luta é para todos. “A vitória está próxima, basta apenas o Governo colocar em prática as reivindicações. Trabalhadores unidos jamais serão vencidos”, concluiu Walter.

“Quem não luta pelos seus direitos, não é digno deles”.

ASCOM SINDPREV/BA

Texto: Priscila Teixeira

Post anterior

Sindprev/BA realiza Assembleia Específica do PCCS

Próximo post

Assembleia realizada no Ministério da Saúde aprova continuidade da Greve

sindprevbaorg

sindprevbaorg

Nenhum comentário

Deixe um comentário