CNTSSNOTÍCIAS

Sindprev/BA realiza sua 3° assembleia do PCCS

Na manhã do dia 04 de setembro, última sexta-feira, aconteceu a terceira assembleia específica do PCCS na sede do sindicato, no auditório Pedro Castilho e no Espaço Cultural Roque Abreu, sendo passado também os informes jurídicos.

A mesa foi formada pelo diretor da Secretaria de Organização, Edivaldo Santa Rita, o diretor da Secretaria de Assuntos Jurídicos, Ricardo Mendonça, o diretor da CNTSS-CUT, Raimundo Cintra e o advogado Dr. Osvaldo Schitini, além da aposentada Maria Creusa Miranda que foi convidada para participar da mesa.

Edivaldo Santa Rita começou a reunião falando das últimas duas assembleias realizadas no sindicato para tratar do PCCS, além de uma assembleia realizada em Feira de Santana. “Iremos ainda a outros interiores como Juazeiro, Santo Antônio de Jesus, Barreiras e Vitória da Conquista, para realizar essa mesma assembleia para passar todas as informações desse processo de 27 anos de espera e contemplar a todos que estejam envolvidos nessa ação”, disse o diretor.

Dr. Osvaldo Schitini falou da parte técnica do PCCS, com uma exposição detalhada do processo e da última decisão – julgado favorável pela 5° Turma do TRT, considerando o INSS e Ministério da Saúde devedores do pagamento do PCCS no período compreendido no título executivo de 1988 a 1990. O advogado estava inclusive indo para a Justiça do Trabalho para ter ciência do andamento do processo, para acompanhar se houve algum embargo de declaração por parte das autarquias. “Nos vamos acompanhar passo a passo, está atento se precisar entrar com recurso”, afirmou Schitini.

Ricardo Mendonça informou à categoria que o objetivo da assembleia é uniformizar as informações da justiça e do sindicato e que a decisão proferida na 5° turma julgadora era uma grande vitória para todos. “O sindicato vai bancar toda a estrutura. Serão realizadas simulação e projeção dos cálculos com o crédito atualizado, com o perito contrato pela entidade. Todos os recursos que venha, não fará parar a execução, pois receber o PCCS está na legalidade”, afirmou o diretor.

Valdemir Medeiros, diretor da Secretaria de Administração e Finanças, falou da aprovação nas últimas assembleias, em que a categoria aprovou de o sindicato tentar um acordo com o governo para agilizar o andamento do processo. “Estamos aqui para esclarecer toda a situação do processo para vocês deliberarem se autorizam ou não o sindicato a tentar um acordo com o governo ou esperar por precatório”, disse Medeiros. “Somos sindicato trabalhador. A ação do 3,17% e paridade, por exemplo, para a gente receber tivemos que buscar gente grande. É necessário acreditar no sindicato. Queremos receber em vida. Semana que vem estarei em Brasília fazendo atuação nesse processo”, concluiu ele.

Ricardo Mendonça lembrou da Semana de Conciliação que acontece no mês de novembro na Justiça do Trabalho. “Agente quer que a justiça faça justiça e atenda os direitos dos trabalhadores, como está sendo em outros estados. E abreviar o tempo da justiça é o papel do sindicato”, ressaltou Mendonça.

Edivaldo Santa Rita abriu espaço para as perguntas e dúvidas dos presentes. Em seguida colocou em votação à autorização da categoria, sendo aprovada por unanimidade, a tentativa de um acordo.

Ricardo Mendonça ainda passou os informes jurídicos, como 28,86% e GDASST.

ASCOM SINDPREV/BA

Texto: Priscila Teixeira

Post anterior

Sindprev/BA sedia o 1° Encontro da Rede de Comunicação Cutista

Próximo post

Mais uma assembleia é realizada pelo Sindprev/BA no Ministério da Saúde

sindprevbaorg

sindprevbaorg

Nenhum comentário

Deixe um comentário