NOTÍCIAS

Funcionamento das unidades do INSS no pós-greve

Confira aqui o memorando das diretrizes para o funcionamento das unidades administrativas no pós-greve da carreira do seguro social, após reunião realizada na tarde de ontem (30/09), em Brasília, com a CNTSS/CUT, FENASPS E CONDSEF.

Memorando-Circular nº 18 /PRES/INSS
Brasília, 29 de setembro de 2015.

Assunto: Diretrizes para o funcionamento das unidades administrativas no pós-greve
da carreira do seguro social.

  1. Considerando o compromisso desta Autarquia com a sociedade e visando a regularização da entrega dos serviços aos cidadãos e, ainda, o Acordo firmado na data
    de hoje que efetivou o fim do movimento grevista, faz-se necessário organizar o  funcionamento das unidades administrativas, observando os pontos relacionados a
    seguir.
    2. Para as Agências da Previdência Social (APS)
    a) Atendimento não agendado (espontâneo):
    – esta demanda deverá ser priorizada, até o dia 16 de outubro, concentrando a  força de trabalho em especial naqueles procedimentos referentes à manutenção
    de benefícios e que gerem impacto no pagamento, sem prejuízo aos agendamentos já marcados.
    – todas as procurações com vencimento a partir de 07 de julho serão  prorrogadas automaticamente até 31 de outubro.
    – a contagem dos prazos para cumprimento de exigências e ofícios de defesa está suspensa de 07 de julho até 19 de outubro.
    b) Atendimento agendado:
    – a partir de 19 de outubro, ou após a normalização do atendimento não agendado (espontâneo), as vagas nos sistemas de agendamento eletrônico
    deverão ser restabelecidas conforme a capacidade de atendimento de cada unidade;
    – caso o segurado possua protocolo de agendamento, mas não tenha realizado o atendimento presencial, cabe seguir o disposto no § 1º do art. 12 da
    Resolução nº 438/PRES/INSS, de 03 de setembro de 2014, garantindo a Data de Entrada do Requerimento (DER) constante nos sistemas de agendamento.
    – até o dia 16 de outubro, nas situações em que o requerente alegar  impossibilidade de realização do protocolo de benefício por meio do
    agendamento do serviço, seja nos canais remotos ou presencialmente, deverá ser garantida a DER em 07 de julho de 2015.
    – nos casos em que o requerente realizar reagendamento para outra Agência da Previdência Social (APS ), deverá ser mantida a DER do primeiro agendamento,
    independente da APS para a qual foi agendado.
    – o prazo recursal deverá observar o contido na Portaria Conjunta nº 06 INSS/CRPS, de 27 de agosto de 2015.
    c) Benefícios que dependam de avaliação pericial :
    – o atendimento administrativo para os benefícios por incapacidade e assistenciais deverá ser realizado de acordo com a capacidade de avaliação
    pericial .
    3. Para a Administração Central, Superintendências-Regionais, Gerências – Executivas, Auditorias-Regionais, Corregedorias-Regionais, Procuradorias-Regionais e
    Procuradorias-Seccionais:
    a) No que couber, serão priorizadas as atividades de suporte às Agências da Previdência Social.
    b) Orientações complementares em relação aos processos de trabalho serão emitidas pelas respectivas áreas da administração central.
    4. Qualquer ocorrência no atendimento deverá ser registrada no Sistema Integrado de Monitoramento do Atendimento (SIM).
    5. Durante o período pós-greve a Sala de Monitoramento e o suporte DATAPREV funcionarão a partir das 6h30min.
    6. A chefia imediata autorizará a possibilidade de registro no SISREF de jornada  superior à prevista para o servidor.
    7. As orientações acerca da reposição serão emitidas em ato próprio.
    8. Ficam revogados os Memorando-Circular nº 15/PRES/INSS, de 20 de agosto de Cf 2015 e Memorando-Circular nº 17/PRES/INSS, de 22 de setembro de 2015.

ELISETE BERCHIOL DA SILVA IWAI
Presidenta

CIRCULAR

Post anterior

Sindprev/BA parabeniza os idosos no seu dia

Próximo post

Sindprev/BA realiza assembleia que ratifica Comissão Eleitoral

sindprevbaorg

sindprevbaorg

Nenhum comentário

Deixe um comentário