NOTÍCIAS

Novas Configurações de Família é tema de palestra no Sindprev/BA

Com foco no idoso, aconteceu na tarde de ontem (14), no auditório Pedro Castilho, na sede do Sindprev/BA, uma interessante palestra com um tema polêmico: As Novas Configurações de Família, com a Doutora em Assuntos Interdisciplinar de Gênero, Sílvia Barbosa.

Sendo mais uma atividade das tardes de terça-feira, do Projeto Qualidade de Vida Sindprev/BA- Afoshaclass/BA, em parceria com a Secretaria de Políticas Sociais, a palestra trouxe a realidade das novas famílias no século XXI, uma vez que a família não é mais apenas aquela formada por um pai, uma mãe e um filho, considerada família tradicional.

A diretora da Secretaria de Políticas Sociais, Lucivaldina Brito, agradeceu a presença de todos e reafirmou a importância dessas atividades. “Nosso objetivo é tirar os aposentados de casa para aprender, se divertir, se socializar e se exercitar. Buscamos sempre trazer novidades para vocês dentro do Projeto Qualidade de Vida. Como existe hoje em dia uma mudança muito grande nas famílias, é bom que a gente ouça, pois é sempre bom quando se fala em família”, falou a diretora.

A palestrante explicou como se dão as novas formas de família, classificadas como: Famílias Tradicionais, Famílias Matriarcais (mulher no comando, mãe solteira), Famílias Matrifocais (é a família tradicional com a mulher no foco), Famílias Mistas (divorciados que unem suas famílias) e Famílias Monoparentais (uniões homoafetivas com filhos paternidade ou maternidade socioafetivas). Dra. Sílvia Barbosa explicou que as possibilidades familiares são diversas e que a Justiça a partir de princípios constitucionais aos poucos vem “agasalhando” os novos arranjos familiares, pois essas mudanças estruturais são tão aceleradas que a legislação não consegue acompanhá-las.

“As famílias hoje são formadas pelo amor. Desejo que a prática da tolerância mútua se torne um modo de ser entre nós e que deságue em amor e aceitação da diversidade na sociedade”, declarou Dra. Sílvia.

É preciso que a pessoa idosa, não negue a realidade, para saber lidar com certas situações dentro da própria casa, sem preconceitos”, afirmou a assistente social Joselice Oliveira.

Fica a reflexão dessas novas possibilidades familiares, que não representam ameaça à família tradicional, mas integram-se como novas possibilidades.  Deixemos que todas as famílias sejam felizes, cada qual à sua maneira.

Ao fim da palestra, Alaíse Santos, assistente social, convidou a todos os presentes para um coffe breack junino para encerrar as atividades do 1° semestre desse Projeto.

ASCOM SINDPREV/BA

Texto: Priscila Teixeira

Fotos: Luis Teixeira

Post anterior

Temer quer idade mínima de 65 anos para aposentadoria, inclusive para servidores

Próximo post

Aprovada proposta de lei geral sobre concursos públicos

sindprevbaorg

sindprevbaorg

Nenhum comentário

Deixe um comentário