NOTÍCIAS

Assembleia Geral do Sindprev/BA conta com teatro de rua na sua abertura

Aconteceu na manhã de hoje (29), mais uma Assembleia Geral, no auditório Pedro Castilho, na sede do sindicato, com presença efetiva da categoria e dos diretores do sindicato. Mas hoje a assembleia começou de forma inusitada e diferente, com a apresentação do teatro de rua “As Rosas da Democracia”, fazendo uma alusão artística, política e social do cenário político atual, em prol dos avanços democráticos.

A assembleia teve como pauta: informes gerais, mobilização contra a extinção do Ministério da Previdência Social, cumprimento do acordo da greve/2015, informes jurídicos e GEAP.

A mesa foi composta pelo diretor da Secretaria de Organização, Edivaldo Santa Rita, a diretora da Secretaria de Administração e Finanças, Maria Valdete Magalhães, o diretor da Secretaria de Assuntos Jurídicos, Ricardo Mendonça e a diretora da Regional Sertaneja, Tânia Freitas, representando também a CNTSS/CUT.

Edivaldo Santa Rita abriu a assembleia falando sobre a extinção Ministério da Previdência Social e a intenção do Governo Temer de desvincular os benefícios sociais do salário mínimo. O diretor aproveitou o momento e convidou a todos para participarem da mobilização que acontecerá no próximo domingo, dia 31, às 15h, do Campo Grande até a Barra, antecedendo a votação que acontecerá no Senado, para defender os direitos e conquistas dos trabalhadores e lutar contra o golpe. “Vamos nos unir e irmos todos para a rua, porque houve um grande golpe no Brasil que vai ficar para a história. É uma atrocidade tudo o que este Governo interino está fazendo. Entre tantos absurdos agora está sucateando a Justiça do Trabalho, uma vez que não conseguiu mexer na CLT”, afirmou Santa Rita.

Tânia Freitas parabenizou a direção de trazer o teatro, pois além de cultura é também informação e enfatizou a importância da participação na mobilização. “Quero chamar à atenção para a manifestação do dia 31. Vale lembrar que o Governo antecipou a votação da PL 257 – que trata da renegociação das dívidas dos Estados com a União, e uma vez aprovada fica proibido qualquer reajuste para os servidores, que já se encontram com os salários defasados”, afirmou ela.

Santa Rita ainda informou que haverá um Seminário tendo como tema “Não ao desmonte da Previdência Social”, no dia 19 de agosto, no auditório da OAB, na Piedade, às 08h. “Inclusive já existe uma discussão em Brasília sobre o retorno da Previdência devido a pressão da sociedade”, declarou o diretor. E na quinzena de agosto haverá outro Seminário sobre Concessão de Aposentadoria, para tratar da Emenda 41, com a presença do RH do Ministério da Saúde e do INSS, além do advogado do sindicato, para passar os informes aos trabalhadores, na qual ainda será divulgada a data.

A assembleia contou ainda com a presença do diretor licenciado, pré-candidato a vereador, Valdemir Medeiros, que teve seu nome aprovado em assembleia para defender essa categoria e de outros trabalhadores no dia 02 de outubro, nas eleições.

Ricardo Mendonça falou da GEAP e falou da discussão da incorporação das gratificações, referente ao aumento salarial. O diretor passou os informes jurídicos sobre o 28,86% (habilitação de herdeiros agora será direto na Justiça), 3,17%, GDAST, Mandado de Segurança 41/46, Processo Anuênio do INSS, e informou ainda que o processo do PCCS terá pela primeira vez a apresentação do esqueleto dos cálculos, no dia 31 de agosto, em Brasília.

Ao final da reunião os servidores puderam tirar todas as suas dúvidas. A próxima assembleia geral ficou marcada para o dia 26 de agosto, das 10h às 12h.

ASCOM SINDPREV/BA

Texto: Priscila Teixeira

Fotos: Luis Teixeira

Post anterior

PLC 33/2016: Reajuste dos servidores da base do Sindsprev é aprovado no Senado

Próximo post

Todos contra o PLC 257/2016!

sindprevbaorg

sindprevbaorg

Nenhum comentário

Deixe um comentário