NOTÍCIAS

Sindprev/BA realiza mais uma Assembleia Geral

Aconteceu na manhã da última sexta-feira (26.08), no auditório Pedro Castilho, na sede do sindicato, mais uma Assembleia Geral, com presença efetiva da categoria e dos diretores do sindicato. A assembleia teve como pauta: informes gerais, cumprimento dos acordos da greve 2015 e ações judiciais.

A mesa foi composta pelos diretores da Secretaria de Organização, Edivaldo Santa Rita e Walter Cândido, a diretora da Secretaria de Administração e Finanças, Maria Valdete Magalhães, o diretor da Secretaria de Assuntos Jurídicos, Ricardo Mendonça e Raimundo Cintra, representando a CNTSS/CUT. Esteve presente também na assembleia o vice-presidente da CUT e diretor do Sindprev, licenciado, candidato a vereador, Valdemir Medeiros.

Após o Hino Nacional, Edivaldo Santa Rita abriu a assembleia falando sobre a atividade que haveria no Dia dos Pais, mas que devido aos jogos das Olimpíadas na Fonte Nova, não foi possível. Sendo assim foi entregue pela diretora da Secretaria de Políticas Sociais, Lucivaldina Brito, uma pequena lembrança em nome da Diretoria Colegiada, para homenagear todos os pais da categoria, ao fundo da música “Pai”, de Fábio Júnior.

Santa Rita falou do Seminário realizado pelo Sindprev no dia 19 de agosto, no auditório da OAB, contra o desmonte da Previdência Social, na qual foi discutido o malefício que a sociedade terá com a extinção do Ministério da Previdência e a reforma da Previdência, sendo criado a Frente em Defesa da Previdência Social do Estado da Bahia, que irá construir estratégias de luta em defesa da Previdência. Em seguida o diretor falou da greve de 2015 e os pontos que avançaram na pauta de reivindicações. “A luta não para, ela continua. Não podemos rejeitar os avanços, mesmo que não contemple a todos. Avançamos com a paridade e integralidade a todos os trabalhadores que se aposentaram em 2004 até a data de hoje, que é um universo de duzentos e oitenta e sete mil trabalhadores do serviço público federal”, afirmou Edivaldo Santa Rita.

O plano de ação para mudar a lógica de atendimento do INSS foi outro ponto discutido, na qual foi criado um grupo de trabalho dentro do Ministério da Previdência, na qual já houve duas reuniões, a nível nacional, onde foi sinalizado a formatação desse novo atendimento.

 “A luta desse sindicato é nossa. Haverá uma reunião com os representantes da AGU, no próximo dia 15 para tratar do PCCS.  Estou distante, mas não estou longe de vocês”, afirmou Valdemir Medeiros. “Os previdenciários precisam ter o seu representante na Câmara dos Vereadores. É o momento também de renovação dessa cidade”, concluiu Medeiros.

Walter Cândido falou do seu retorno e convocou os companheiros a lutarem por suas reivindicações. “Estou de volta para encampar as lutas com vocês, aposentados, pensionistas e o pessoal da ativa. O PCCS é uma luta árdua, que vamos prosseguir e só vamos parar com a vitória. Vamos à luta para garantir os direitos dos trabalhadores”, afirmou Walter.

Ricardo Mendonça falou da GEAP, da defesa do SUS – na Plenária Nacional de Saúde em Brasília, e das ações judiciais, como o PCCS, 28,86% do Ministério da Saúde (já foram encaminhados os 02 lotes que já estavam prontos, mas o 3º lote estava com muitos erros no CPF precisando passar por revisão), 3,17%, GDAST e Mandado de Segurança.

“A justiça só quer pagar o processo dos 28,86% aos sindicalizados para o sindicato poder representar o trabalhador. Por isso a importância de participarem das assembleias e também ser filiado”, destacou Mendonça. “Haverá uma assembleia específica para as 341 pessoas relacionadas no 28,86% autorizarem o sindicato a representar estas na justiça e informar os valores apresentados para o INSS pagar”, finalizou o diretor.

Ricardo ainda passou que receberam uma relação de mais 60 nomes em relação ao 28,86% do ministério da Saúde e TRT, para pagamento das RPV’s. Serão conferidos os nomes e CPF, e os funcionários irão comunicar através de carta para comparecer no Sindprev. E destacou ainda que nenhuma informação é passada pelo telefone para resguardar os associados e o sindicato.

Haverá duas assembleias no próximo mês, uma no dia 16/09, para passar as decisões relacionadas ao PCCS e também na oportunidade Dr. Bruno Militão irá explicar minuciosamente aos trabalhadores o Termo de Opção da Incorporação das Gratificações para os aposentados e pensionistas. E a outra assembleia será como de costume, na última sexta-feira do mês, no dia 30/09, ambas das 10h às 12h.

Ao final da reunião os servidores puderam tirar todas as suas dúvidas. Em seguida foi servido um delicioso almoço para a categoria.

ASCOM SINDPREV/BA

Texto: Priscila Teixeira

Fotos: Luis Teixeira

Post anterior

Fim da paridade entre servidores gera polêmica e entidades prometem lutar contra a proposta

Próximo post

Sindprev/BA presente na 20ª Plenária Nacional de Conselhos de Saúde

sindprevbaorg

sindprevbaorg

Nenhum comentário

Deixe um comentário