CNTSS

Entidades filiadas à CNTSS/CUT participam de “Jornada de Lutas” promovida pela CUT e demais centrais sindicais em Brasília

Jornada de Luta Unificada dos Servidores Públicos Federais, Estaduais e Municipais acontece nos dias 12 e 13 de setembro; Caravanas de servidores virão de todos os estados do país

As Federações e os Sindicatos representativos dos servidores públicos filiados à CNTSS/CUT – Confederação Nacional dos Trabalhadores em Seguridade Social participam na próxima semana, nos dias 12 e 13 de setembro, segunda e terça-feiras, em Brasília, da “Jornada de Luta Unificada dos Servidores Públicos Federais, Estaduais e Municipais”. A iniciativa partiu da CUT – Central Única dos Trabalhadores e demais centrais sindicais. Os eixos principais da Jornada são: contra ajuste fiscal expresso na PEC 241 e PLP 257; contra as privatizações e precarização; contra o PLC 30 (terceirizações); contra a entrega do pré sal; em defesa de salários, direitos e empregos.

A proposta dos organizadores é realizar um acampamento na Esplanada dos Ministérios com toda a infraestrutura para recepcionar as caravanas de trabalhadores vindas de todos os Estados do país. A chegada destes servidores estará acontecendo por toda a segunda-feira, 12/09. Serão montadas tendas para acolhimento dos trabalhadores e estrutura de banheiros químicos para facilitar a permanência no local do acampamento.

Os idealizadores da programação pretendem que os servidores possam acompanhar o julgamento do deputado Eduardo Cunha, previsto para o início na noite da segunda-feira. Neste momento está prevista a realização de um “Ato Fora Cunha” na Esplanada dos Ministérios. A CUT pretende unificar a Frente Brasil Popular, Frente Povo sem Medo e demais movimentos sociais nas manifestações pela cassação do deputado peemedebista.

Na terça-feira, 13 de setembro, está prevista a Marcha Unificada dos servidores públicos que percorrerá a Esplanada dos Ministérios. Neste mesmo dia haverá Audiência Pública no Senado Federal sobre o PLC 30, conhecido como o projeto da “escravidão” e da “precarização e terceirizações”.  As Centrais Sindicais e demais movimentos sociais tentarão acompanhar os trabalhos que serão realizados pelos senadores.

Segundo o secretário Geral da CUT Nacional, Sérgio Nobre, “esta Jornada será importantíssima por acontecer num momento em que as “pautas bombas” contra os trabalhadores estarão em pleno andamento no Congresso Nacional. Será também uma atividade voltada para a construção da Greve Geral. Todos juntos em Brasília reafirmando e consolidando a nossa luta por: Nenhum direito a menos! Fora Temer! Fora Golpistas!

Reunião ampliada – Além da Jornada, faz parte da agenda à realização, na quarta-feira, 14/09, de reunião ampliada do Fórum Nacional de Entidades dos Servidores Públicos Federais para avaliação e perspectivas da greve geral do funcionalismo com indicativo para a segunda quinzena de setembro. Os trabalhadores e dirigentes cutistas defenderão o dia 22 de setembro.

FONTE: Assessoria de Imprensa da CNTSS/CUT – José Carlos Araújo

Post anterior

Não a PL 257/2016

Próximo post

Reforma da Previdência deve elevar contribuição de todos os servidores públicos do país

sindprevbaorg

sindprevbaorg

Nenhum comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>