NOTÍCIAS

Sindprev/BA realiza reunião com servidores da SRTE/BA

Na manhã de hoje (18), aconteceu uma reunião no prédio da SRTE/BA – Superintendência Regional do Trabalho e Emprego, na Av. Tancredo Neves, com os servidores e a direção do  Sindprev/BA, Sintsef/BA, Safiteba e Sinait- DS, tendo como pauta: Informes Nacional/Estadual e Greve Geral.

Representando o Sindprev/BA estava o diretor da Secretaria de Organização, Edivaldo Santa Rita, a diretora da Secretaria de Formação Política e Sindical, Alindai Pereira e o diretor da secretaria Regional Centro Oeste, Temístocles Lisboa. Representando a CNTSS-CUT, estava Raimundo Cintra.

Após serem passados todos os informes da conjuntura atual, foram discutidos os males da Reforma Trabalhista e Previdenciária, convocando todos para participar da Greve Geral, no dia 28 de abril. Assim os diretores passaram para os servidores a proposta do movimento sindical dos trabalhadores federais para a paralisação.

“O sindicato da gente está aqui, estamos sendo bem representados, não estamos aqui lutando contra a administração e sim contra essas Reformas, que isso fique bem claro”, enfatizou Temístocles.

Alindai falou da dificuldade de se convencer o trabalhador a lutar pelo seu direito. “É difícil à gente dirigente sindical conseguir convencer o companheiro a ir a luta também, da dura realidade que estamos vivendo hoje. Precisamos tomar consciência que somos nos que seremos os mais atingidos nesse processo. A Previdência Social é uma questão de vida, é o nosso futuro. Se essa reforma passar no Congresso todos serão prejudicados”, falou a diretora. “Não estamos aqui para convencer ninguém a parar no dia 28, é questão de consciência mesmo, é a nossa vida que está em jogo”, concluiu ela.

“Existe um calendário de mobilização, na qual as entidades federais juntamente com as centrais, estão indo para as ruas – comunidades de bairro, associações, sindicatos, locais de trabalho- para dizer a população que o dia D é o dia 28 de abril. O Brasil vai parar. Não dá para fazermos paralisações apenas de uma categoria, a Greve tem que ser Geral”, concluiu o diretor.

Após o encontro todos foram de acordo a aderir à Greve Geral.

Trabalhadores Unidos, Jamais Serão Vencidos!

ASCOM SINDPREV/BA

Texto: Priscila Teixeira

Fotos: Luis Teixeira

Post anterior

Regra de transição para servidor terá idade maior

Próximo post

Serviço Social realiza passeio cultural no MAM

sindprevbaorg

sindprevbaorg

Nenhum comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>