NOTÍCIAS

Contra a Reforma da Previdência, luta e resistência

Vamos protestar para defender nossos direitos

Hoje 05/12, a classe trabalhadora escreve mais um capítulo da luta de classe. Desta vez, contra a Reforma da Previdência Social do Brasil. Não vamos aceitar calados uma reforma que não foi discutida com os verdadeiros donos da previdência que colocam lá, a mensalmente seus recursos.

Depois de ter marcado e recuado de votar a reforma que representa o fim da aposentadoria, por conta da pressão e mobilização popular, o governo continua sem os votos necessários a aprovação. Não existe déficit na previdência, o que o governo pretende é entregar para os bancos privados ganharem muito dinheiro as nossas custas vendendo planos privados de aposentadoria.

Diga não a reforma da previdência com luta e resistência.

Hoje, 05/12 é um dia muito importante para protestar e reafirmar para toda sociedade que estamos em estado de alerta e “se botar pra votar o país vai parar” e as ruas continuam sendo o nosso espaço de protesto e lugar de fala para denunciar os políticos traidores do povo e do Brasil.

Não vamos deixar aprovar!

Pressione os deputados, os denuncie nas suas bases eleitorais e em todos os espaços de redes sociais, mostrem suas fotos, frases em cartazes, pois, vale tudo para defender a previdência social dos trabalhadores e trabalhadoras do Brasil.

Os protestos nesta terça, em Salvador e nas principais cidades do interior do estado, acontecem desde as 5h da manhã nas bases dos trabalhadores da indústria, nos ramos de servidores públicos, serviços e rurais. A partir das 6h da manhã, paralisação na região do antigo shopping Iguatemi e às 15h, grande caminhada no Campo Grande.

Vista sua camisa vermelha, traga sua bandeira e venha participar.

Só conquista quem luta!

Estamos em estado de alerta!

Somos Fortes! Somos CUT!

Fonte: CUT/BA – Escrito por: Cedro Silva – Presidente da CUT Bahia

Post anterior

Demissão de servidores por mau desempenho é tema de audiência

Próximo post

Sindprev/BA realiza assembleia setorial na APS Comércio

sindprevbaorg

sindprevbaorg

Nenhum comentário

Deixe um comentário