NOTÍCIAS

Última assembleia do ano lotou auditório e contou com confraternização natalina

Aconteceu na manhã da última sexta-feira (15), a última Assembleia Geral do ano, no auditório do Sindprev/BA, com presença efetiva da categoria e dos diretores do sindicato.  A assembleia teve como pauta: Informes Gerais, Reforma da Previdência, Ações Judiciais e Confraternização Natalina.

A mesa foi composta pelos diretores da Secretaria de Organização, Edivaldo Santa Rita e Walter Cândido, o diretor da Secretaria de Administração e Finanças, Valdemir Medeiros, o diretor da Secretaria de Assuntos Jurídicos, Ricardo Mendonça e a diretora adjunta, Lúcia Eloy, também representante da CNTSS/CUT, juntamente com Raimundo Cintra.

Edivaldo Santa Rita abriu a assembleia falando da luta contra as reformas e que o Sindprev/BA foi o precursor na luta contra a reforma da Previdência, desde agosto de 2015, alertando e esclarecendo os trabalhadores e a população, realizando seminários, convocando imprensa, participando das duas greves gerais. “O Sindprev/BA foi o 1° a realizar o Seminário da Reforma da Previdência. O Governo quer tirar toda luta de uma hora para outra, Vamos para as ruas lutar pelos nossos direitos”, falou Santa Rita.

Walter Cândido saudou a plenária e falou da importância de juntos estarmos construindo à luta para barrar essa reforma nefasta. “Precisamos ir para as ruas para dizermos que somos contra o arrocho salarial, a reforma trabalhista que prejudica toda a sociedade, e ficarmos unidos contra essa reforma da previdência que está para ser votada no dia 19 de fevereiro. Vamos continuar a nossa batalha”, disse Walter.

Valdemir Medeiros, também vice-presidente da CUT-BA, falou da luta que a central juntamente com os sindicatos filiados estão contra a reforma. “Fizemos um ato ontem em frente rede de televisão Record e ninguém chamou para darmos uma entrevista. A omissão da mídia é grande e não nos dá espaço. A voz do trabalhador precisa ser ouvida e não só a voz do capital. O desafio está aí a nossa frente para vencermos”, declarou ele. Medeiros ainda passou informes sobre as camisas da Lavagem do Bonfim e do Grito de Carnaval, que estão sendo vendidas na sede do sindicato.

A servidora da APS de Ilhéus, Pollyanna Magalhães, falou da demissão voluntária, que é uma forma de forçar a demissão. “É preciso ter muita atenção com os servidores ativos, pois quanto mais forem atacados, mais os aposentados vão sofrer”, afirmou ela. “Estamos vivendo uma emergência, com o avanço de uma velha aristocracia que não vai pensar duas vezes em pisar nos trabalhadores”, concluiu.

Ricardo Mendonça fez o balanço das ações jurídicas e ressaltou mais uma vez a importância de todos manterem os dados cadastrais atualizados para o andamento dos processos. Em seguida ele passou os informes sobre o PCCS, Anuênio, 28,86%, GDASS, GDPST e GDASST. Ricardo ainda passou informe do Seguro de Vida GEAP e o auxílio-funeral e do plano Odontológico da Geap. Aproveitou o momento para falar da matéria que o Correio Braziliense publicou sobre o aumento da GEAP e informou que essa notícia é falsa.

A boa notícia é que a GDASST – Ministério da Saúde e da Superintendência Regional do Trabalho e Emprego, divididos em 350 lotes, começará a ser liberada a partir de janeiro e os servidores começarão a ser convocados pelo jurídico para receber a sua RPV.

Por fim o diretor colocou em votação para a plenária autorizar o ajuizamento da ação para a revisão de aposentadoria e pensão que estiver enquadrado nas revisões, da lei 13.320/2016, sendo aprovada com apenas uma abstenção.

Ao final da assembleia foi servido um delicioso almoço de confraternização de fim de ano.

A próxima assembleia geral ficou marcada para o dia 26 de janeiro.

ASCOM SINDPREV/BA

Texto: Priscila Teixeira

Fotos: Luis Teixeira

Post anterior

Servidores do EX-INAMPS realizam confraternização de fim de ano

Próximo post

Ministro Lewandowski suspende MP que reduz salário de servidores públicos federais

sindprevbaorg

sindprevbaorg

Nenhum comentário

Deixe um comentário