NOTÍCIAS

Sindprev/BA realiza paralisação na APS do Comércio

Contra Assédio Moral dos Servidores

O Sindprev/BA realizou na manhã de hoje (23), uma manifestação em frente à Agência da Previdência Social do Comércio, paralisando as atividades dos servidores durante duas horas, como forma de protesto à situação atual do INSS com a falta de funcionários. Nove funcionários públicos se aposentaram e não houve reposição de nenhum, fazendo os servidores trabalharem sob pressão. Além disso, o ato serviu para alertar a população sobre a precarização nas condições de trabalho nas agências do INSS.

Representando o Sindprev/BA estavam os diretores da Secretaria de Organização, Edivaldo Santa Rita e Walter Cândido, a diretora da Secretaria de Políticas Sociais, Lucivaldina Brito, o diretor da Secretaria de Esporte, Cultura e Lazer, Edvaldo Assis e a diretora adjunta, Marina Mary Gonzalez. Representando a CNTSS-CUT, estava Raimundo Cintra.

Edivaldo Santa Rita falou indignado do descaso com os aprovados nos concursos públicos que aguardam a convocação. “Menos de 47% dos trabalhadores da Previdência Social estão para se aposentar e porque a administração, o Governo, a SOGP, a gerência não se precaveram no sentido de fazer essa reposição?”, questionou o diretor. “Sabemos que isso é um projeto de acabar com a previdência. São 10 servidores para atender 200 trabalhadores. Aí acontece o assédio moral, a chefia pressionando o servidor pra ficar mais 1h, mais 2h, mais 3h, mudar de guichê para atender a população. Não é possível que o Governo Federal não esteja vendo isso. É preciso dá uma solução para os milhares de trabalhadores que usam a Previdência Social”, concluiu.

Segundo Walter Cândido, o protesto é necessário para manter os direitos dos servidores, pela luta e manutenção dos trabalhadores. “É importante alertar a população que os trabalhadores não têm culpa, e mostrar os riscos da Reforma da Previdência e também para o serviço público. Por isso pedimos aos presentes na fila paciência, conscientizando da necessidade da paralisação”, disse ele.

Com apenas sete servidores ativos na agência, o Sindprev/BA cobra a reposição dos funcionários que se aposentaram, pois a grande demanda tem recaído sob os que ainda trabalham. “Isso é Assédio Moral com os servidores, pois sofrem com carga horária excessiva, pressão da gerência, além de condições precárias no ambiente de trabalho”, afirmou Lucivaldina Brito.

Ao fim da paralisação, servidores da APS do Comércio se reuniram com o Gerente Executivo do INSS de Salvador, Alberto Sacramento, numa tentativa de resolver o problema e o descaso do Governo em relação a isso.

#JuntosSomosFortes

ASCOM SINDPREV/BA

Texto: Priscila Teixeira

Fotos: Luis Teixeira

Post anterior

Nova ferramenta do INSS permite calcular quanto tempo falta para se aposentar

Próximo post

INSS publica Resolução nº 627 sobre expansão do Programa INSS Digital

sindprevbaorg

sindprevbaorg

Nenhum comentário

Deixe um comentário