NOTÍCIAS

Sindprev/BA realiza palestra em homenagem ao Dia da Mulher

A Reforma da Previdência e seus impactos na vida da Mulher

O Sindprev/BA realizou na manhã de ontem, 08 de março – Dia Internacional da Mulher, no auditório Pedro Castilho, na sede do sindicato, uma palestra em homenagem as mulheres sobre a Reforma da Previdência e seus Impactos na vida da Mulher, sob a coordenação da Secretaria de Políticas Sociais, com a diretora Lucivaldina Brito.

“Estamos aqui com orgulho de lutar pelo empoderamento de todas as mulheres e homenagear todas vocês. Sabemos que a luta é no dia a dia nessa sociedade machista, mas não podemos jamais aceitar o que nos é imposto”, disse Lucivaldina. “Esse debate da Previdência não termina aqui, estaremos no Fórum Social Mundial, no dia 15 de março, quinta-feira, de 8h às 11:30h, debatendo para o mundo o Desmonte da Previdência. Seria bom que todas vocês comparecessem”, convocou ela.

O diretor da Secretaria de Organização, Edivaldo Santa Rita, parabenizou as mulheres e falou do desafio de todas juntas estarem na luta contra a retirada de direitos. “Feliz dia das mulheres. É um prazer imenso para a Diretoria Colegiada desse sindicato comemorar essa data, apesar de o dia da mulher ser os 365 dias do ano inteiro. Mulheres vamos lutar e mostrar a sociedade brasileira  que vocês tem voz,  pois a mulher está sempre na resistência contra os ataques e violências, e contra o desmonte da previdência. O Sindprev/BA na luta em defesa de uma sociedade melhor e mais justa. Aproveitem a palestra”, disse o diretor.

O evento contou com a participação de companheiras de outros sindicatos, com a presença de Lucíola Semião, Secretaria de Mulher da CUT-BA, Diana Damasceno, Diretora de Formação e Cristiane Sousa, do Conselho Fiscal, ambos da Sinttel/BA. Raimundo Cintra, representando a CNTSS-CUT , também marcou presença.

A palestrante, Dra. Ana Izabel Jordão, especialista em Direito Previdenciário, trouxe as consequências negativas da reforma para as mulheres. “A Reforma da Previdência como proposta pelo Governo, com retirada de direitos conquistados visa ‘jogar debaixo do tapete’ as reais desigualdades sociais e de gênero”, afirmou ela.

Ainda de acordo com a especialista Dra. Ana Jordão, a PEC 287 ignora as desigualdades de gênero no mercado de trabalho e nas políticas públicas no país, uma vez que as mulheres vivem mais que os homens e contribuem por menos tempo. “A discriminação sofrida pelas mulheres nos espaços público e privado e a deficiência das políticas públicas, que motivaram os constituintes a criarem, por meio da aposentadoria antecipada, uma espécie de “compensação” em favor delas, ainda se mantêm, impondo a elas muitas penalidades ao longo da vida”, concluiu ela.

“Igualar a idade mínima entre homens e mulheres para a aposentadoria é uma crueldade e aumenta a desigualdade entre os gêneros no país, uma vez que as mulheres sofrem discriminação no mercado de trabalho, sendo as primeiras a serem demitidas e as últimas a serem contratadas, por isso ficam mais tempo sem contribuir, atrasando a aposentadoria”, declarou Maria Almeida, diretora da Secretaria de Aposentados do Sindprev/BA.

Em seguida foi realizada uma atividade lúdica com a atriz e educadora, Edvana Carvalho, que ressaltou a valorização da mulher e enfatizou que o seu lugar é aonde ela quiser!

Houve sorteio de massagem terapêutica da Fisio Pilates e Estética com a fisioterapeuta Luana Saldanha, para as mulheres presentes no evento.

Foi servido um lanche após o encerramento e em seguida todas seguiram juntas para a Caminhada da Mulher, da Praça da Piedade ao Tororó.

O Sindprev/BA parabeniza todas as mulheres!

#UnidasSomosFortes

ASCOM SINDPREV/BA

Texto: Priscila Teixeira

Fotos: Luis Teixeira

Post anterior

INSS passa a liberar pensão por morte de forma automática a partir de maio

Próximo post

Acontece reunião no Sindprev/BA para organização da imprensa para o FSM

sindprevbaorg

sindprevbaorg

Nenhum comentário

Deixe um comentário