DESTAQUE

Mais uma Assembleia Geral Extraordinária realizada pelo Sindprev/BA

Aconteceu na última sexta-feira, dia 21 de setembro, mais uma Assembleia Geral Extraordinária, no auditório da Fundação Visconde de Cairu, situada na Rua do Salete, nos Barris, tendo como pauta: PCCS, GEAP e Informes Jurídicos.

A mesa foi composta pelos diretores da Secretaria de Organização, Edivaldo Santa Rita e Walter Cândido, o diretor da Secretaria de Administração e Finanças, Valdemir Medeiros, o diretor da Secretaria de Assunto Jurídico, Ricardo Mendonça, o diretor da Secretaria de Saúde do Trabalhador e GEAP, Adilson Barbosa, a diretora da Secretaria de Formação Política e Sindical, Alindai Pereira, a diretora da Secretaria Regional Sertaneja, Tânia Melo e o advogado do sindicato Dr. Alan Freire. Estava presente também o representante da CNTSS/CUT, Raimundo Cintra.

Edivaldo Santa Rita abriu o encontro trazendo informes sobre o andamento das obras nas instalações da sede do Sindprev/BA. Alindai se posicionou quanto ao ponto que considera principal na assembleia, a saúde, a diretora declarou a importância dos esclarecimentos sobre o andamento das tratativas com a GEAP. “Essa luta é árdua e necessária, resistir é um talento. Para mim tratar da saúde é mais importante, o dinheiro é consequência”, disse.

Santa Rita falou sobre o momento de eleições e alertou a plenária quanto ao voto consciente. “Eu tento eleger um projeto melhor e esse é um momento crucial para a decisão de todo o rumo futuro, porque essa eleição vai influenciar tudo”, disse.

Adilson que esteve presente na última reunião em Brasília para as tratativas das negociações falou de forma positiva do encontro. “A reunião da GEAP foi muito proveitosa com encaminhamentos importantes, os informes serão passados”, disse. O diretor informou ainda que haverá uma próxima reunião no dia 10 de outubro.

Raimundo Cintra expressou sua felicidade pelas vitórias alcançadas pelo sindicato. Parabenizou a atuação do diretor Ricardo Mendonça que tem enfrentado embates em confronto com grandes grupos a fim de que se cumpra o que está na liminar. “Nó vamos até o fim para acabar com a interferência política dentro da GEAP”, concluiu.

Ricardo em sua oportunidade explicou passo a passo como está o andamento do processo, explicou que como conselheiro da GEAP e Diretor do Sindprev/BA ele está fora da tratativa por motivos de duplo interesse. Ricardo explicou como será resolvida a questão dos contracheques que tiveram valores descontados. Para além dessa negociação, o diretor declarou estar tentando também discutir o ajuste dos próximos anos para que seja o mais baixo possível. Explicou o que ocorreu na tratativa da liminar da GEAP, leu a ata em voz alta para a plenária, contou como serão tomadas as resoluções em relação aos custeios do plano de saúde e esclareceu que a GEAP não tem o direito de aumentar os valores designados na liminar durante o período de 90 dias, em virtude do acordo que houve, estando respaldado com o documento do Conselho de Administração. Disse quais medidas devem ser tomadas e orientou a categoria a não pagar os boletos referentes ao vencimento do dia vinte de setembro. O diretor explicou ainda que se aprovado pela categoria, o sindicato emitirá um documento declarando que a categoria não irá pagar aos boletos com aumentos indevidos, mas orientou que os servidores pagassem a coparticipação uma vez que de fato foi usado e não seria justo, mas que fosse paga por meio de depósito identificado.

Após as dúvidas serem esclarecidas foi aberta a votação para ser pago apenas a coparticipação e não o aumento da GEAP, sendo aprovada pela categoria com apenas uma abstenção.

Sobre o PCCS e informes jurídicos, Dr. Alan Freire esclareceu algumas dúvidas dos servidores quanto ao Pecúlio. Ricardo retratou novamente sobre os servidores que tem direito ao PCCS, falou também como se dá a habilitação de herdeiros.

Valdemir Medeiros falou sobre a última reunião na AGU, disse que o acordo foi modificado, explicou o interesse dos advogados em prolongar o processo do PCCS. O diretor explicou que o procurador chefe da AGU e da PGF ficaram de assinar a minuta do acordo, pois haverá uma nova audiência no dia 02 de outubro, na qual provavelmente será “batido o martelo”. Valdemir explicitou sua preocupação em resolver esse processo antes que haja as eleições. Orientou a categoria a ficarem mais uma vez alerta ao recebimento de ligações.

A assembleia foi encerrada por Walter Cândido que agradeceu a presença de todos, orientou que continuem orando e em contato com o sindicato para novas orientações.

ASCOM SINDPREV/BA

Texto: Priscila Teixeira

Fotos: Luis Teixeira

Post anterior

Sindprev/BA presente em reunião da Mesa Nacional de Negociação da GEAP

Próximo post

Reunião do Coletivo de Mulheres no Sindprev/BA

sindprevbaorg

sindprevbaorg

Nenhum comentário

Deixe um comentário